Pé na jaca vegano

Coxinha e Jacalhau fazem sucesso em estande nas feiras Seleta e Vida Libert

O jacalhau da Tupiniquim Vegs: bolinho de bacalhau de jaca

Bolinho de bacalhau feito com jaca. Como assim? Isso mesmo, o jacalhau já virou o maior sucesso de vendas do Tupiniquim Vegs. Presença garantida nas feiras Seleta e Vida Liberta, aqui no Bosque, o estande oferece até coxinha de jaca verde.


“Pode acreditar, muitos clientes que provam pensam que o bolinho leva mesmo bacalhau e que a coxinha é de frango”, garante Larissa Cruz, que pilota o Tupiniquim com o irmão. “Mas o segredo está no tempero”, explica.


Em casa, a mãe, cozinheira de mão cheia, é quem prepara os quitutes. “Ela tinha um bufê, mas, de uns seis meses para cá, quando mudei a minha alimentação e virei vegana, ela também trocou o cardápio”.


Resultado: o Tupiniquim Vegs se transformou no principal negócio da família. Presente em quase todos os eventos veganos da região, o estande oferece ainda nhoques de aipim e batata-doce, entre outros pratos para almoço.


No quesito bolinhos, tem o risole de chuchumarão e bolinho de aipim com carne de soja. Todos a R$ 8,90. Podendo ser fritos ou assados no próprio estande numa air fryer.


A feira Seleta, que era no shopping Città, passa a acontecer no Conviva Américas, todas as quintas de outubro.


A Vida Liberta continua no Downtown e, desta vez, nos dias 30 e 31 de outubro, 1º e 2 de novembro.

_________________________________________________________________________________


Alimentação vegana ganha cada vez mais destaque


Em ambas as feiras é possível encontrar uma diversidade de comidas veganas e naturais que ganham destaque cada vez maior na mesa do brasileiro. Nos Estados Unidos, um recente artigo, publicado na Food Revolution, revela um aumento de 600% de veganos nos últimos três anos.


O aumento também pode ser percebido no Brasil, onde o número de restaurantes veganos tem crescido, trazendo com eles opções inovadoras de cardápios.


No Downtown, o Cuisine Verte, bufê de comida a quilo vegana, o cliente se serve quantas vezes quiser por um valor fixo: R$ 25. A novidade chama a atenção na rua, entre os blocos 8 e 9. Pratos como pastel de angu com carne de soja defumada, moqueca de banana da terra e feijoada vegana ganham a cada dia mais admiradores.


“Quando não temos o empadão de legumes, por exemplo, as pessoas reclamam”, conta a dona do espaço, Ercília Rosana.

Coxinhas de jaca

Risoles de chuchumarão

FEIRA SELETA

FEIRA VIDA LIBERTA


© by A Folha do Bosque

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle