A lei das mulheres poderosas

Updated: Jun 5

Nas mídias sociais, advogada dá conselhos e explicações sobre a Lei Maria da Penha para vítimas da violência

Apaixonada pelo direito, Cássia Amaral também comemora duas décadas atuando na região. Para celebrar a marca histórica, ela coloca em prática o desejo de disseminar na sociedade uma cultura de mais respeito à mulher.


Cássia expõe nas redes sociais os direitos femininos e fala sobre os primeiros passos a serem dados em caso de violência doméstica. Baseada na Lei Maria da Penha, ela criou o “Projeto viver ser violência”, um programa voltado para pessoas do gênero feminino. “O objetivo é empoderá-las a fim de que tenham coragem de agir e sair de uma situação de abuso e violência”, explica Cássia, que começou o trabalho na rede social Instagram, aconselhando, respondendo a perguntas e dando explicações sobre a Lei Maria da Penha. “Percebi que a rede social me dava oportunidade de apoiar diversas mulheres. Agora, vamos ampliar o debate para o Facebook, sempre com o foco no empoderamento (“empowerment”) feminino e em assuntos jurídicos. O objetivo é impulsioná-las para o mercado de trabalho, sempre com respeito e tranquilidade”, diz a advogada.


Professora e palestrante, Cássia desenvolveu também um programa de mentoria voltado para profissionais de direito iniciantes, de qualquer idade, que queiram aprimoramento, superar suas limitações e ter uma postura diferenciada na carreira. A proposta foi desenvolvida a partir das experiências profissionais que adquiriu ao longo da sua trajetória. “Eu ensino o ‘caminho das pedras’ e auxilio advogados inexperientes a começarem na carreira. É como um trabalho de coach, que pode incluir aulas também”, comenta Cássia.


Adotando o lema “Pra nós não existe inventário impossível de resolver”, ela abriu o seu primeiro escritório na região, em 2005. Nascia a primeira repartição do bairro especializada em inventários judiciais e extrajudiciais, herança, testamentos, tutela e planejamento sucessório. “Sempre demonstrei grande interesse pela área do Direito das sucessões, que é a área que trata de inventario, herança testamento etc”, lembra ela, que atua nesse segmento desde a época de estagiária da Defensoria Pública Estadual do RJ.


Cássia também participou das Comissões da Ordem dos Advogados, como Delegada da Comissão de Defesa e Prerrogativas (Cedap) - que atua na defesa dos colegas advogados no exercício da profissão - dentre outras comissões da OAB/RJ.


Quer saber mais sobre inventários, direitos das mulheres, empoderamento feminino e mentoria para novos advogados?


Siga no Instagram @advogada_cassia_amaral

Informações: (21) 3527-3460 / 99986-1913

Facebook: Cassia Amaral - Advocacia & Consultoria Jurídica

Email: cassiamaral.advocacia@gmail.com

© by A Folha do Bosque

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle