top of page

Maior escola judaica do Brasil fecha as portas na Barra

Alegando falta de alunos novos, colégio Liessin encerra as atividades no bairro

Considerada a maior escola judaica do Brasil, o colégio Liessin anunciou o fechamento de sua unidade da Barra da Tijuca. O comunicado da instituição, que tem quase 78 anos de história, foi assinado pelo diretor Cláudio Oksenberg e divulgado para os pais dos alunos na segunda-feira (07/08).


Inaugurada em 1998, a unidade da Barra encerrará definitivamente suas atividades no início de 2024. Além dela, a rede possui mais dois colégios no Rio, em Botafogo e no Leblon, ambos na Zona Sul do Rio.


O motivo para o fechamento do Liessin da Barra, segundo a nota emitida pela instituição, foi a queda de novos alunos observada nos últimos anos, o que compromete a saúde financeira do colégio.


Ainda de acordo o centro educacional, as filiais de Botafogo e Leblon têm apresentado crescimento contínuo no número de estudantes. O Liessin também afirmou que pretende fazer o trabalho de migração dos alunos da Barra para as unidades de Botafogo e Leblon.


Confira a íntegra do comunicado:

Nossa escola está prestes a completar 78 anos de existência. Formamos várias gerações e contribuímos para o crescimento e fortalecimento da comunidade judaica do Rio de Janeiro. Nos tornamos, com muito orgulho, a maior escola Judaica do Brasil e referência em educação.

Alinhado aos nossos princípios de servir a comunidade e acompanhar sua evolução, em 1998, inauguramos a unidade Liessin Barra. Naquele momento, uma grande parcela da comunidade judaica migrava para a região, cujo movimento, ao que tudo indicava, seria constante e sustentável.

Aos poucos fomos investindo na unidade, adquirindo terrenos ao lado e expandindo a escola para uma sede maior, oferecendo à comunidade local a oportunidade de ter uma escola judaica de excelência próxima a sua residência.

Entretanto, ao contrário do crescimento visto nos primeiros 15 anos, a última década vem registrando uma redução significativa na quantidade de alunos da unidade Barra, acompanhando o fenômeno demográfico similar que vem ocorrendo na comunidade judaica da Barra da Tijuca. Nos últimos 10 anos, a unidade Barra teve uma redução de quase a metade dos alunos, a despeito do Ensino Médio ter sido criado na unidade em 2016.

A entrada de novos alunos, especialmente no Infantil, tem sido menor a cada ano e não tem sido suficiente para compensar a saída total de alunos da unidade. Apesar de todo o esforço da Comunidade Escolar (Direção Pedagógica, Colaboradores, Famílias e Alunos) esta queda não tem sido revertida e se encontra em processo de aceleração, ao contrário do que se verifica nas unidades Botafogo e Leblon, que vêm apresentando, nos últimos anos, crescimento contínuo do número de alunos.

A redução expressiva da quantidade de alunos na unidade Barra causa um significativo impacto financeiro à escola, que precisa ser enfrentado. Ante tal cenário e após diversas reuniões realizadas ao longo dos últimos anos entre Direção, Diretório de Pais e Ex-Presidentes da escola, o Diretório de Pais e o Conselho Deliberativo, pela responsabilidade que se impõe a estes órgãos tiveram que tomar a difícil decisão pelo fechamento integral da unidade Barra a partir do início do próximo ano letivo de 2024.

Sabemos do impacto que essa decisão tem na vida de todos os envolvidos. E reforçamos aqui o nosso objetivo de continuar a proporcionar um ensino de excelência, com base nos princípios e valores judaicos, a todos os alunos da unidade Barra. Desejamos que todos os alunos da unidade Barra permaneçam na nossa escola e não mediremos esforços para que todos os alunos e suas famílias possam ser acolhidos nas nossas unidades Leblon e Botafogo e continuem a fazer parte da Família Liessin.

Para facilitar esse momento de transição forneceremos transporte integralmente subsidiado pela escola aos alunos egressos da unidade Barra para Botafogo ou Leblon por, ao menos, 2 anos. Além disso, nosso corpo pedagógico conversará com cada família para entender e resolver cada questão particular.

Para que a escola possa se planejar e fazer eventuais reformas e adaptações que precisem ser realizadas nas unidades Botafogo e Leblon, é fundamental que todas as famílias procurem fazer as matrículas de seus filhos até o dia 30/09/2023, inclusive as famílias cujos filhos estejam nas unidades Botafogo e Leblon. A escola está à disposição para esclarecer todas as dúvidas que as famílias venham a ter e, até essa data, será garantida a matrícula para todo e qualquer aluno.

Reafirmamos que esta difícil decisão é fundamental para garantir a saúde financeira duradoura do Liessin e assegurar os investimentos necessários para que possamos dar novos saltos de qualidade, proporcionando a melhor experiência e qualidade de ensino a todos os nossos alunos. Estamos convictos que esta mudança também gerará uma maior oportunidade de convivência entre nossos alunos, expandindo suas amizades e seus círculos sociais. Nossa escola sairá mais forte e preparada para viver uma nova fase de crescimento, honrando a sua tradição de ser a maior escola judaica do Brasil e referência em educação.

Convidamos todas as famílias para uma reunião presencial na unidade Barra, na segunda-feira, 14/8, às 19:00, onde poderemos dar mais detalhes sobre esta decisão e esclareceremos todas as dúvidas que possam ter.

Comentarios


bottom of page