Freixo Lidera enquanto Garotinho entra em campo e passa Castro, diz pesquisa da Prefab Future

Bolsonaro e Lula têm empate técnico na disputa à presidência

Primeira pesquisa quantitativa da Prefab Future em 2022 ao governo do estado do Rio de Janeiro mostra o pré-candidato Marcelo Freixo na liderança, com 15,4%. Anthony Garotinho está em segundo, com 12,5%, e o atual governador, Claudio Castro, em terceiro, com 11%. Instituto reconhecido no Brasil no segmento de pesquisas qualitativas, a Prefab fez 1.243 entrevistas, com margem de erro de 2,83% e intervalo de confiança de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o número RJ 05389/2022.


No modelo espontâneo, no qual não é fornecida nenhuma alternativa ao eleitor como resposta, 87,13% da população fluminense disseram não ter um candidato a governador definido.


“O eleitor está, nesse momento, quando lhe é apresentado a cartela de candidatos, escolhendo os mais conhecidos”, diz o consultor de inteligência de cenário da Prefab Future, Mario Marques. “Há entre os pré-candidatos nomes ainda desconhecidos dos fluminenses, o que faz com que a disputa se resuma a três candidatos agora. Mas é um cenário que tende a mudar porque as escolhas não estão sedimentadas na cabeça do eleitor”.

ESTIMULADA GOVERNADOR

Marcelo Freixo – 15,4%

Anthony Garotinho – 12,5%

Claudio Castro – 11,0%

Rodrigo Neves – 4,3%

Felipe Santa Cruz – 0,6%

Milton Temer – 0,5%

Gomlevsky – 0,4%

Paulo Ganime – 0,3%

Branco/Nulo – 25,0%

Não sabe/Indeciso – 30,0%


A Prefab Future também mediu a intenção de votos para o senado no estado do Rio. Nesse cenário, Romário lidera, com 21,4%, seguido de Marcelo Crivella, com 11,4%, e Clarissa Garotinho, com 7,2%. Há igualmente no modelo espontâneo uma enorme interrogação: 89,06% não sabem em quem votar.

ESTIMULADA SENADOR

Romario – 21,4%

Marcelo Crivella – 11,4%

Clarissa Garotinho – 7,2%

Molon – 5,5%

Washington Reis – 3,9%

Andre Ceciliano – 2,2%

Branco/Nulo – 21,8%

Não sabe/Indeciso – 26,6%

Diretor de pesquisas quantitativas da Prefab Future, Henrique Serra diz que a disputa ao senado está ainda mais aberta. “Assim como a sondagem ao governo do estado do Rio, a eleição ao senado segue inteiramente aberta. O eleitor está, definitivamente, desconectado do pleito de 2022”.

O instituto também foi às ruas do estado Rio para medir a intenção de votos a presidente. Nesse cenário, há um interesse maior da população fluminense. Cinquenta por cento do eleitorado declararam ter candidato definido em 2022. Veja o resultado no modelo estimulado.

ESTIMULADA PRESIDENTE

Lula – 34,4%

Bolsonaro – 30,2%

Ciro Gomes – 4,7%

Sergio Moro – 3,5%

Andre Janones – 1,3%

Eduardo Leite – 0,5%

João Doria – 0,4%

Simone Tebet – 0,2%

Luiz Felipe D’Avila – 0%

Branco/Nulo – 13,1%

Não sabe/Indeciso – 11,7%

A Prefab também mediu a rejeição para presidente, governador e senador. O instituto optou por uma rejeição única. Ou seja: a pergunta do questionário indaga ao eleitor quem ele não votaria de jeito nenhum com a cartela dos candidatos em mãos. A radiografia mostra polarização também entre Lula e Bolsonaro. São esses os resultados:

REJEIÇÃO PRESIDENTE

Bolsonaro – 47,4%

Lula – 40,0%

João Doria – 4,2%

Ciro Gomes – 3,4%

Sergio Moro – 2,3%

Eduardo Leite – 1,3%

Luiz Felipe D’Avila – 0,6%

Andre Janones – 0,5%

Simone Tebet – 0,3%

REJEIÇÃO GOVERNADOR

Garotinho – 40,7%

Marcelo Freixo – 27,5%

Claudio Castro – 8,9%

Milton Temer – 9,1%

Rodrigo Neves – 4,8%

Felipe Santa Cruz – 3,7%

Gomlevsky – 2,9%

Paulo Ganime – 2,4%

REJEIÇÃO SENADOR

Marcelo Crivella – 32,9%

Clarissa Garotinho – 25,3%

Romario – 18,3%

Molon – 10,5%

Washington Reis – 7,5%

Andre Ceciliano – 5,5%

A Prefab Future seguirá com uma série de medições em 2022.

“Estamos programando 7 sondagens em 2022, 5 estaduais e 2 nacionais”, adianta a diretora executiva da Prefab Future, Thalita Assis.

A pesquisa da Prefab Future foi a campo entre os dias 17 e 20 de março e sua coleta de entrevistas se baseou em dados do IBGE (PNADC 2020) e TSE (2022), retratando o exato espelhamento da população fluminense.