Prevenção servida no prato

Tempos de Coronavírus pedem alimentos que aumentam a imunidade, lembra nutricionista

O Coronavírus apavora todo o planeta e exige cuidados especiais. Além da extrema atenção com a higiene e do isolamento social (quando possível) é importante investir em alimentos que aumentam nossa imunidade, evitando assim a tão temida contaminação. A boa notícia é que eles são muitos e estão à nossa disposição, como informa a nutricionista Mônica Cecília Araújo.

“Sempre alerto para a capacidade preventiva dos alimentos e agora esse tema ganha ainda mais importância. O alho, por exemplo, tem função imunoprotetora e selênio e zinco, nutrientes importantes para evitar gripes, resfriados e outras doenças. Já a cebola previne doenças virais e alérgicas e a lichia é rica em vitamina C, auxilia na imunidade e tem propriedades anti-inflamatórias”, enumera Mônica.

A lista é enorme: o gengibre possui forte ação bactericida, além de vitamina B6 e C.  O cogumelo shitake é rico em lentinana, nutriente que estimula a produção das células de defesa e aumenta a imunidade. A nossa castanha-do-Pará tem selênio, poderoso antioxidante no combate aos radicais livres, que também turbina o sistema imunológico.

“O iogurte natural tem propriedades probióticas, melhoram a flora intestinal e fortalecem o sistema imunológico e vegetais verde-escuros (brócolis, couve) são ótimas fontes de ácido fólico e vitaminas A, B6 e B12, ajudando na resistência às infecções. São muitas as opções e para todos os bolsos. É importante pesquisar e se prevenir”, lembra a nutricionista.

Nutricionista Mônica Cecília Araújo

© by A Folha do Bosque

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Twitter - Black Circle