top of page

“Planejar a sucessão é libertador”

Especializada em inventários, a advogada Cássia Amaral, que tem escritório na Barra, aconselha: “Se antecipe ao problema”

Advogada de família e sucessões há 24 anos, a Dra. Cássia Amaral (foto) costuma falar para os seus clientes, que planejar a sucessão é um ato de amor, ou seja, se você realmente ama a sua família, não deixe que eles tenham que ir atrás de toda a burocracia para fazer um inventário, legalizar imóveis e pagar dividas após a sua partida. Mas no meio da pandemia, com as perdas de tantos entes queridos, não teve jeito: Cássia se viu com uma demanda acima da média para a realização de inventários de pessoas que não deixaram absolu- tamente nada assinado em vida.


“Todo o nosso patrimônio é passado para os nossos herdeiros necessários ou herdeiros testamentá- rios, caso haja testamento. Em vida, através de um planejamento patrimo- nial familiar e sucessório, e através de uma holding. Ou pós-morte, através de um inventário judicial ou extrajudicial. Eu, como advogada, afirmo: o último caso é o mais complexo e, na maioria das vezes, muito demorado, embora hoje tenha métodos para realizar um inventário em até seis meses”, comenta a especialista em direito sucessório e empresarial.


“Por isso, reitero: se antecipe ao problema e planeje. Meu escritório aqui na Barra da Tijuca está a sua disposição para isso”.


Cássia diz ainda que se o pai ou mãe que quiserem aumentar o quinhão de um dos filhos, deve fazer com a sua parte disponível através de uma doação em vida. É nesse caso que entra a criação de uma holding familiar ou o testamento.


"Planejar a sucessão é algo liber tador. Muitas famílias, após o falecimento de um dos genitores, vivem uma verdadeira guerra. A briga entre irmãos é muito comum por conta da herança dos pais. Isso é muito triste. A família é o nosso maior patrimônio. Se todos nós vamos morrer um dia, por que não deixar as coisas organizadas para os nossos filhos?”, questiona.


"Se antecipe e conheça os mecanismos para resolver em vida a sua sucessão ou deixe as coisas documentadas para que não haja discórdia no dia que você faltar, porque, muitas vezes, la- mentavelmente, a consequência é o fim de uma família”, finaliza Cássia.


Dra. Cássia Amaral

Tels.: 2430-5953 / 99986-1913 @advocaciadeherança cassiaaamaraladvocacia.com.br


bottom of page