top of page

Os dentes também envelhecem?

À medida que o tempo avança, não apenas as linhas de expressão e os cabelos grisalhos revelam a passagem dos anos, mas o sorriso também desempenha um papel crucial na percepção da idade de uma pessoa. Considerado um cartão de visitas, um sorriso bonito, branco e alinhado, não apenas ilumina o rosto, mas também confere à pessoa um ar mais jovial. A incidência de problemas dentários, entretanto, tende a aumentar com a idade. Será que os dentes envelhecem?

Fizemos essa pergunta para a cirurgiã-dentista Dra. Camila Vila Flor. Confere a resposta a seguir...


“Todo nosso organismo sofre alterações e desgastes com o passar do tempo. Assim, o envelhecimento dentário é um processo natural que envolve mudanças na estrutura e na aparência dos dentes. Devido a diversos fatores, essas mudanças podem acontecer com mais rapidez ou demorar a aparecer.


Começando pelo esmalte, que pode se desgastar devido à mastigação, escovação e outros fatores. Isso pode levar à exposição da dentina, uma camada mais interna que é naturalmente mais amarelada. Alterações na dentina, que é a parte principal do dente, influenciam na cor e na textura dos dentes. Além disso, o consumo regular de café, chá, vinho tinto e tabaco, pode causar manchas nos dentes, contribuindo para a descoloração.


Com a idade, também ocorre uma diminuição na produção de saliva, o que pode aumentar o risco de cáries e afetar a lubrificação e limpeza natural da boca. Inclusive, algumas medicações comumente utilizadas por pessoas mais velhas podem tornar a boca mais seca.

E as gengivas também podem se retrair ou desgastar Isso pode expor partes da raiz dos dentes, tornando-os mais suscetíveis à sensibilidade e cáries.


Alterações na oclusão (mordida) podem ocorrer com o tempo, levando ao desgaste irregular dos dentes e possivelmente a problemas na articulação temporomandibular, diminuindo também a altura do terço médio e inferior da face, proporcionando a sensação de boca murcha e consequentemente a formação de linhas de expressões mais acentuadas. Lesões ou traumas nos dentes ao longo da vida podem resultar em descoloração, fraturas ou outras complicações que se manifestam com o tempo.


Não podemos deixar de falar nos maus hábitos como dieta não saudável, tabagismo, consumo excessivo de álcool… que contribuem para o envelhecimento prematuro. Por fim, a predisposição genética também desempenha um papel na saúde e na aparência dos dentes.

Infelizmente, alguns problemas que surgem com o envelhecimento dentário prejudicam a saúde do organismo todo, como a falta de um ou mais dentes, que afeta a respiração, a dicção e a mastigação.


Por isso são necessários cuidados adequados e visitas periódicas ao dentista. Hoje em dia, temos à nossa disposição diversas técnicas de odontologia avançadas para corrigir os problemas conforme eles vão surgindo. Os dentes envelhecem, mas podem envelhecer melhor e mais devagar se cuidarmos bem deles.”


A Dra Camila Vila Flor atende no Le Monde, Barra da Tijuca.

WhatsApp: (21) 98243-3255

Instagram: @dracamilavilaflor

Comments


bottom of page