top of page

Downtown supera expectativas e até o calor

St. Patrick’s Medieval teve atmosfera Viking e ventiladores gigantes jogando vapor de água na plateia

São Patrício veio quente, mas o Downtown é frio. E calculista! Com o RJ registrando sensação térmica de 62,3 graus e batendo recorde de calor no domingo, dia 17 de março (dia de São Patrício), o centro empresarial – que realizava a segunda semana do evento St. Patrick’s Medieval – tirou um coelho gelado da cartola. Quatro ventiladores gigantes passaram a disparar vapores de água na direção a plateia que curtia os shows. Colocados na frente do palco, eles abafaram o calor insuportável. “Estavam guardados aqui e resolvemos colocar para funcionar no sábado, devido ao calor incomum”, disse o gerente de marketing do Downtown, César Santos. A galera que lotava o centro empresarial não sentiu frio, mas também não morreu de calor.


Na área Viking do evento o jeito era se proteger da quentura com escudos, como na Idade Média. O espaço temático desta edição do St. Patrick’s foi um capítulo a parte. “As pessoas tinham apenas a ideia de que os Vikings invadiam civilizações, mas puderam constatar que eram artistas incríveis e de uma cultura riquíssima”, disse Marcelo Mendes, um dos organizadores do Espaço Medieval do evento. “O interesse e a receptividade do público foram sensacionais”.


Isso ficou evidente durante todo o evento, que aconteceu nos dias 8, 9 e 10, 15, 16 e 17 de março. As pessoas faziam fila para atirar com arco e flecha, participar de lutas com espada e interagir com os animais silvestres do IPPUG (Instituto de pesquisa e preservação Uberahy Gonçalves).


A feira de artigos místicos (uma extensão do espaço Viking) também triunfou na batalha medieval. Enquanto grupos esperavam para ter o futuro lido por oraculistas, comerciantes de artigos exóticos comemoravam as boas vendas.


“Foram consumidos aqui e levados para beber mais de 500 litros de Hidromel”, disse Alan Finamor, que não teve um minuto de descanso vendendo no evento a bebida considerada como a mais antiga da humanidade.


Quem trabalhou com cerveja artesanal e gastronomia no evento também saiu vencedor da batalha. “Chegamos próximos de vender uma tonelada de bacalhau”, disse Rui Taveira, o português responsável pela Tasquinha do Portuga.


No palco, destaque para o debute da banda Notturnia no Downtown. Eles transformaram o centro empresarial em um verdadeiro bailão, no sábado, dia 16. Enquanto o grupo enfileirava sucessos dos anos 80 e 90, a galera balançava o esqueleto com os tradicionais passinhos da época. Tanto na frente quando dos lados do palco, o que se via eram diversas coreografias feitas pelo público presente.


O encerramento, no domingo, dia de São Patrício (17), aconteceu com um showzaço cover da banda Irlandesa U2. No maior calorão, mas com aquele ventinho...


Quintal dos botecos

Depois de passear pelo período dos guerreiros, bruxas e dragões, o Downtown sai da Idade Média e vai parar da Idade dos Botequins. Nos dias 28, 29, 30 e 31 de março o centro empresarial realiza o evento Quintal dos Botecos. O destino do público no feriadão de Páscoa já está traçado: É no Downtown e regado a samba e culinária de botequim. A brincadeira começa sempre 12h e rola até depois da saideira.


Programação:


QUINTA, 28.

15h - Choro Novo.

20h - Samba que Elas Querem.


SEXTA, 29.

15h - Banda Galena.

20h - Casuarina.


SÁBADO, 30.

15h - Nuri Guidah.

20h - Marcelle Britto - participação Arlindinho.


DOMINGO, 31

15h - Banda Rock Blenders.

20h - Baile do Zen.

Comentarios


bottom of page