top of page

Cidade das Artes recebe peças teatrais baseadas na obra “Grande Sertão: Veredas”

“Riobaldo” e “O Diabo na Rua, no Meio do Redemunho” são apresentadas neste mês de janeiro

A Cidade das Artes Bibi Ferreira recebe o projeto “Trilogia Grande Sertão: Veredas” nos próximos finais de semana de janeiro. A obra-prima do escritor brasileiro João Guimarães Rosa ganha vida no palco da Sala Eletroacústica deste espaço cultural, vinculado à Secretaria Municipal de Cultura. O diretor e ator Gilson de Barros apresenta as duas primeiras peças da trilogia com “Riobaldo”, nos dias 13, 20 e 21, seguido por “O Diabo na Rua, no Meio do Redemunho”, nos dias 14, 21 e 28.


A “Trilogia Grande Sertão: Veredas” teve sua estreia com a peça “Riobaldo” em março de 2020, mas a temporada foi cancelada uma semana depois devido à pandemia do coronavírus. Apesar disso, manteve uma conexão com o público por meio de lives entre ator e diretor, tornando-se pioneira nas apresentações virtuais. Em 2021, retomou suas temporadas presenciais. Em 2022 e 2023, fez turnê em várias cidades do Brasil. Esse ano de 2024, o projeto embarca nos países da Europa, Portugal, França e Alemanha.


Essa produção cênica foi indicada ao Prêmio Shell Rio 2023, nas categorias de Melhor Dramaturgia e Melhor Ator. O livro Grande Sertão: Veredas, publicado em 1956, revolucionou a literatura brasileira ao explorar a linguagem popular e oferecer uma perspectiva única do sertão. O livro já virou filme e série de TV.

 

Sinopse das apresentações:


Riobaldo

Personagem central do romance Grande Sertão: Veredas, de João Guimarães Rosa, o ex-jagunço Riobaldo relembra seus três grandes amores: Diadorim, Nhorinhá e Otacília. O incompreendido amor por Diadorim, o amigo que lhe apresentou a vida de jagunço e lhe abriu as portas do conhecimento da natureza e do humano, levando-o ao pacto fáustico; o amor carnal e sem julgamentos pela prostituta Nhorinhá; e o amor purificador por Otacília, a esposa, que o resgatou do pacto fáustico e o converteu num ‘homem de bem’.

 

O Diabo na Rua, no Meio do Redemunho

Riobaldo, um ex-jagunço, hoje um velho fazendeiro, conversa com um interlocutor (o público). Nesse encontro, cheio de filosofia, ele conta passagens sua vida e reflete sobre a dialética: bem e mal.  Na juventude, por amor a Diadorim, e para conseguir coragem e força, fez o que julga ser um pacto Fáustico. Durante a narrativa, o personagem se vale de várias histórias populares, para questionar: “o diabo existe?”.

 

Serviço: Riobaldo

Dias: 13, 20 e 27 de janeiro

Horário: 20h

Local: Sala Eletroacústica da Cidade das Artes (Avenida das Américas, 5.300 – Barra da Tijuca)

Ingressos: a partir de R$30 na bilheteria ou no site da Sympla https://bileto.sympla.com.br/event/89653/d/230977

 

Serviço: O Diabo na Rua, no Meio do Redemunho

Dias: 14, 21 e 28 de janeiro

Horário: 19h

Local: Sala Eletroacústica da Cidade das Artes (Avenida das Américas, 5.300 – Barra da Tijuca)

Ingressos: a partir de R$30 na bilheteria ou no site da Sympla https://bileto.sympla.com.br/event/89653/d/230977


Коментари


bottom of page